• Motociclista morre após colidir em ônibus e cair em canal em SP



    Acidente aconteceu no cruzamento das avenidas Dom Pedro I e Atlântica, em Guarujá (SP). Motociclista morre ao cair dentro de canal após acidente, em Guarujá TV Guarujá News Um motociclista morreu após bater em um ônibus no cruzamento das avenidas Dom Pedro I e Atlântica, em Guarujá, no litoral de São Paulo, na tarde deste sábado (16). Após a colisão, ele caiu e um canal. Ele chegou a ser atendido, mas não resistiu aos ferimentos. Um ônibus trafegava pela Avenida Dom Pedro I quando deu a seta para a esquerda para virar na Avenida Atlântica. O motociclista tentou passar pelo ônibus em alta velocidade, quando colidiu com a quina do veículo e foi jogado para dentro do canal, por volta das 17h30. O jovem de 23 anos caiu dentro do canal que tinha água pela altura do joelho, o que não amorteceu a queda. De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi atendida com múltiplas fraturas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, que encaminharam ele à UPA Enseada. Os médicos tentaram reanimar o motociclista, mas ele não resistiu.
  • Procon de Guarujá fiscaliza preços de produtos antes da Black Friday



    Objetivo é evitar fraudes e propagandas enganosas no dia conhecido como 'dia de pagar barato'. Fiscais do Procon vistoriam comércio em Guarujá (SP) Divulgação O Procon de Guarujá, no litoral de São Paulo, está fiscalizando o comércio da cidade para evitar fraudes na Black Friday, ação de descontos realizada anualmente na última sexta-feira de novembro. As equipes estão fazendo o cadastro de preços dos itens mais procurados neste período para garantir que não haja propaganda enganosa. Os itens mais procurados são celulares, televisões e eletrodomésticos e, para evitar fraudes, o consumidor precisa ficar atento aos preços originais desses produtos. Os fiscais já estão fazendo o cadastro do preço desses produtos, que serão posteriormente comparados para ver se há realmente o desconto. Seja na internet ou nas lojas físicas, as promoções podem enganar o consumidor, vendendo a mercadoria pela 'metade do dobro', como se diz popularmente. Além de checar os preços, o Procon de Guarujá está distribuindo panfletos para orientar os consumidores sobre os cuidados que devem ter na hora das compras. O estabelecimento que estiver irregular pode ser autuado se houver a comprovação depropaganda enganosa, abusiva, ou a intenção de induzir o consumidor ao erro.
  • Motociclista bate em pórtico e é socorrido em estado grave em SP


    Acidente aconteceu na manhã deste domingo (17) na Avenida Martins Fontes, em Santos (SP). Um motociclista ficou gravemente ferido após colidir com um pórtico de sacrifício (estrutura metálica limitadora de altura) instalado na Avenida Martins Fontes em Santos, no litoral de São Paulo, no início da manhã deste domingo (17). De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) a vítima foi encaminhada para a Santa Casa de Santos. O acidente aconteceu às 5h42 na que leva os motorista para a Rodovia Anchieta. A CET apurou que o condutor perdeu o controle da moto e bateu no pórtico, entre a terceira e quarta pista da Avenida Martins Fontes, instalado após o início das obras na entrada da cidade. O motociclista foi atendido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital Santa Casa em estado grave. Não há informações sobre o estado de saúde após a chegada à unidade.
  • Professor desabafa após ser atingido por lixeira em sala de aula: 'Pensei em abandonar a carreira'



    Professor de história e sociologia Kleber Olimpio, de 45 anos, foi atingido por uma lata de lixo deixada sobre a porta de uma sala de aula em Bertioga, SP. Professor desabafa após ser atingido por lixeira em sala de aula em Bertioga, SP Reprodução/Facebook "Quando aquela lixeira caiu em mim, eu saí e fui direto para casa, com a intenção de voltar para a escola com uma carta de rescisão e abandonar a carreira. Me senti humilhado". O desabafo é do professor Kleber Olimpio, de 45 anos, atingido por uma lixeira colocada sobre a porta de uma sala de aula em Bertioga, no litoral de São Paulo. Em entrevista ao G1, Olimpio, que é professor de história e sociologia na Escola Estadual Archimedes Bava, localizada no bairro Jardim Indaiá, afirma que se preparava para dar a última aula de quinta-feira (14), por volta das 11h40, quando foi alvo da ação dos alunos. "Era para cair em mim, não tinha outra opção". "Sempre foi uma sala muito complicada, difícil de trabalhar, mas nunca aconteceu nada nesse sentido. Eu havia tirado alguns alunos da sala, mandado que eles fossem beber água, e quando voltei aconteceu aquilo. Minha única reação foi sair da escola e ir para casa, fiquei muito indignado", relata o professor. Para Kleber, o caso é considerado uma agressão, ao entender que os alunos tinham a consciência de que era o professor quem entraria e seria atingido pelo objeto. Apesar de não ter se ferido, ele lamenta a falta de respeito dos envolvidos com a presença dele na sala de aula. "Não machucou, mas foi uma punhalada na alma, pensei em abandonar a carreira". Alunos colocaram lixeira em cima da porta para que caísse em cabeça de professor Olimpio ressalta que, além da agressão em si, também se sentiu humilhado pela divulgação dos vídeos em grupos de aplicativos de mensagem. "Eu estava indo jantar quando vi que os vídeos estavam circulando nos grupos e fiquei extremamente envergonhado. Naquela altura, as pessoas iriam olhar e me reconhecer". "Minha preocupação é de que isso chegue nos meus parentes que moram em São Paulo, principalmente na minha mãe. Apesar disso, fiquei mais aliviado com a indignação das pessoas que viram o vídeo nas redes sociais. Faz a gente ter alguma esperança de que ainda tem pessoas que acreditam na educação como ferramenta de mudança". O professor explica, também, que considera deixar de dar aula na unidade e espera, no mínimo, que haja uma reunião entre pais, alunos e funcionários da escola, a fim de que a situação seja esclarecida. "Quero que haja a conscientização, pelo menos dos alunos, de que o que eles fizeram não é certo". "Apesar da relação difícil, ainda há alunos com quem eu me dou bem, mas o que mais me entristece é que não teve nenhum que enfrentasse os colegas e apontassem que aquilo estava errado. Quero que isso seja discutido para que outras pessoas não sofram como eu sofri", finaliza. Alunos colocaram lixeira em porta para atingir professor quando ele entrasse em sala de aula em Bertioga, SP Reprodução/Aconteceu em Bertioga Entenda o caso Um vídeo obtido pelo G1 mostra Kleber sendo constrangido por alunos de uma escola estadual de Bertioga. As imagens mostram que estudantes colocaram uma lixeira em cima da porta, que cai na cabeça dele ao entrar na sala de aula. Os alunos riem após o ocorrido. A Diretoria Regional de Ensino afirma que irá apurar o caso. Uma aluna de 16 anos do 2º ano do Ensino Médio, que prefere não se identificar, afirmou ter discordado da atitude dos estudantes. "Eu era dessa sala até o começo do ano e pedi reclassificação, muitas pessoas estavam compartilhando e rindo, achei errado", diz. Em nota, a Diretoria Regional de Ensino de Santos afirma repudiar qualquer tipo de violência, seja dentro ou fora do ambiente escolar. O Conselho de Escola vai se reunir para apurar o caso. Os pais dos alunos envolvidos serão chamados e todas as medidas pedagógicas serão adotadas. Segundo a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, o docente está recebendo assistência por parte da equipe gestora da unidade escolar. A Regional afirma estar à disposição dos responsáveis pelos estudantes para quaisquer esclarecimentos.
  • Motorista perde o controle de carreta e capota em rodovia de SP; assista



    De acordo com as autoridades, o acidente aconteceu no km 50 da pista sul da Rodovia Anchieta, na altura de Cubatão (SP). Um passageiro teve ferimentos leves e foi hospitalizado. Câmera flagra momento em que carreta colide e tomba em rodovia de SP Um homem ficou ferido após duas carretas colidirem e um dos veículos capotar no km 50 da pista sul da Rodovia Anchieta, na altura de Cubatão (SP). Imagens obtidas pelo G1 mostram o momento da colisão entre os veículos que também causou a interdição parcial da rodovia. Conforme apurado pelo G1, o acidente aconteceu na tarde da última sexta-feira (15) na pista sul da rodovia, que opera no sentido do litoral de São Paulo. Segundo as autoridades, ambos os veículos transportavam carregamentos de piso. Uma câmera instalada na cabine de uma das carretas mostra o momento da colisão. Após colidir contra a parte traseira do outro veículo, a carreta tombou sobre a faixa da esquerda. Já o outro caminhão permaneceu sobre um barranco no acostamento da faixa da direita. Equipes da Ecovias foram acionadas para remover ambos os caminhões da pista, que permaneceu parcialmente interditada. Carreta capota após colidir na Via Anchieta, na altura de Cubatão (SP) G1 Santos Além da Ecovias, concessionária responsável pelo Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), equipes da Polícia Militar Rodoviária também foram acionadas para atender à ocorrência. As causas do acidente estão sendo investigadas. A concessionária explica, ainda, que o passageiro da carreta tombada sofreu ferimentos leves e foi encaminhado ao Pronto Socorro de Cubatão. A Ecovias informou ao G1 que dois guinchos foram enviados para destombar as carretas e a rodovia foi liberada por volta das 17h20. As condições de tráfego foram normalizadas pouco tempo após a liberação das pistas. No sentido oposto, em direção a São Paulo, o trânsito permaneceu sem lentidão. Vídeo mostra acidente na Rodovia Anchieta, em Cubatão (SP) Reprodução Veículo fica preso em barranco após colisão que interditou trecho de rodovia em SP G1 Santos